quinta-feira, 31 de janeiro de 2013


OS COLONOS DA FAMÍLIA BURGER

(Paulo Roberto Martins de Oliveira - IHP - data ignorada)




O colono Jacob Burger, sua esposa Marie Margareth Hoefner e seus filhos Johann Jacob e Catharine Burger, foram para o Quarteirão Renânia Central ...

O colono Johann Burger, sua esposa Susane Ternes e seus filhos Henrique, Catharine, Philippine e Friedrich Burger foram para o prazo n.º 832 com 5.875 braças quadradas de terras, com testada para o Rio Araújo Porto Alegre no Quarteirão Mosela.

De posse do prazo, escolheram o melhor local e construíram a casa com frente para um caminho (hoje Rua Frederico Kronenberger), que também era um dos acessos para a casa do colono Peter Kronenberger. O lado esquerdo da casa ficava posicionado em relação ao Rio Paulo Barbosa e o caminho colonial, que mais tarde denominou-se Rua Mosela, e a parte dos fundos, dava para o prazo de terras do colono Johann George Tannein.

Os colonos quando recebiam os seus prazos de terras, imediatamente escolhiam o local da casa, iniciando pela limpeza do terreno e separando tudo o que era aproveitável para a sua construção: pedras, madeiras e outros materiais. Cada um arranjou-se como pode e construiu provisoriamente o suficiente para abrigar a sua família.

Vale ressaltar que as habitações receberam a influência germânica, própria de suas origens, como a distribuição dos cômodos, estábulos, fornos externos e as cozinhas com os fogões de lenha.

Algumas das primitivas casas resistiram até por volta dos anos 50 deste século. A casa do colono Johann Burger é um exemplo:  durou aproximadamente 101/102 anos. Ela foi demolida entre os anos de 1945 a 1948.

Dos colonos germânicos que foram para o Quarteirão Mosela, alguns descendentes ainda permanecem nos prazos de terras dos seus ancestrais e, como exemplo, temos a família Burger, cujos dados genealógicos seguem abaixo.

O Colono Johann Burger casou na Alemanha com Susane Ternes e tiveram 5 filhos: Henrique, Catharine, Philippine, Friedrich e Elisabeth Burger, sendo que os quatro primeiros nasceram na Alemanha e, a última, em Petrópolis.

- Do 1º filho, Henrique, não tenho notícias.

- Catharine casou-se com Miguel Kronenberger.

- Philippine casou-se com Bento José Gomes.

- Friedrich casou-se com Maria Dorothea Licht.

- Elisabeth casou-se com Johann Philipp Kling.

Com o decorrer dos anos, o prazo de terras do colono Johann Burger sofreu várias subdivisões e transferências: algumas por herança e outras por vendas. Sendo algumas para a própria família e outras para terceiros.

Atualmente encontram-se alguns herdeiros, apenas por parte da filha caçula do colono, Elisabeth Burger, casada com Johann Philipp Kling e que foram pais de 11 filhos. Porém apenas os descendentes dos 5º e 6º filhos deste casal permanecem em duas subdivisões do prazo original dos Burger.

O 5º filho, Felipe Leopoldo Kling, casou em 4ª núpcias com Catharina Lichtenberg e a 6ª filha foi Maria Kling que casou com João Einsfeld.

Do casal Felipe Leopoldo Kling e Catharina Lichtenberg nasceram duas filhas: Helena Magda e Norma Elisa Kling. Esta última reside numa das subdivisões do prazo n.º 832, na casa de n.º 1629 da Rua Mosela.

Maria Kling (6ª filha do casal Elisabeth e Johann) se casou com Johann Einsfeld e eles tiveram 4 filhos: Dorothea Felipine Einsfeld (casada com Luiz Karl Filho), Berta Elise Einsfeld (casada com Wilhelm Lorenz Trockenbroch), Elise Clara Einsfeld (casada com Philipp Friedrich Ludwig Walther) e Felipe João Einsfeld (casado com Nair Francisca Hammes). Porém parte da família que ficou com uma subdivisão do prazo n.º 832, foi a dos descendentes do casal Dorothea Filippine Einsfeld e Luiz Karl Filho, representados pelos seus filhos, netos e bisnetos. Portanto lá estão os que compõe a 7ª geração do colono Johann Burger, residindo na casa de n.º 70 da Rua Frederico Kronenberger.

Vale ressaltar que o descendente mais idoso da família Burger, embora não more mais no Quarteirão Mosela, merece também a nossa atenção. Trata-se de um cidadão bem relacionado nos meios sociais de Petrópolis. É o Sr. Herculano Burger, nascido em 26/09/1908, bisneto do colono Johann Burger e Susane Ternes. O Sr. Herculano desde jovem dedica-se profissionalmente às flores e destaca-se como um grande colaborador das causas nobres de Petrópolis. Com a atenção sempre voltada ao esporte local, foi um dos fundadores da LPD (Liga Petropolitana dos Desportos) e muito contribuiu para o 1º título de campeão do futebol petropolitano. Já foi lojista do ano e é conselheiro nato e efetivo do Petropolitano Futebol Clube. Sempre ligado à nossa sociedade, já recebeu muitas homenagens e condecorações. Hoje aos 89 anos, com duas filhas, duas netas e um casal de bisnetos, continua dedicando-se à sua flora  “A Orchidea” (fundada em 1938). Com suas flores, perfuma e embeleza a Imperial Cidade de Petrópolis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário